Nunca desista

Acho que quando escolhi o nome do novo blog eu jamais poderia ter escolhido um nome melhor.

Gosto muito de ler, e óbviamente Desventuras em Série de Lemony Snicket é uma leitura quase obrigatória para quem ama leitura. Hoje graças à Netflix, além do antigo filme protagonizado pelo Jim Carey, temos um seriado disponivel por streaming com Neil Patrick Harris.

Mas porque ainda assim Desventuras? Porque como se avisam no inicio do primeiro livro, ‘pare de ler por aqui porque esta não é uma historia com um final feliz’. Vocês devem estar pensando ‘ai que horror’, mas no fundo e apesar do monte de desventuras nas vidas dos Beaudelaires, é impossível não rir da narrativa e a forma como a história é levada. O que se aprende com isso? Tem gente que vai responder ‘rir da desgraça alheia’ mas a resposta certa é ‘não importa o que aconteça, nunca desista.’ Persistência é a chave

Mas porque Desventuras Estéticas? Bem, esse ano eu completarei 30 anos. E quando olho para trás, além de sentir falta de tempos que não voltam mais, eu percebo que no fim das contas, eu não fiz muita coisa, e o que fiz não me deixou satisfeita. E esse ano, eu escolhi que era hora de mudar minha vida, correr atrás e fazer algo que eu realmente gosto depois de passar por tantas desventuras até chegar aqui. Afinal tem quem diga que a vida só começa aos 30 não é?

Mas é claro meu querido leitor, que com um nome desses no blog por mais positiva que eu seja, o que venho trazer para vocês hoje é outra desventura.

Me matriculei para o curso de Estética na UNESA (onde eu já sou graduada em gastronomia) porque eu recebia um desconto bom pela segunda graduação. A previsão para inicio das aulas era, bem, hoje, visto que estou digitando por volta de 1 hora da manhã.

Ontem, dia 8, bem no Dia Internacional da Mulher recebi a desagradável noticia de que bem, não havia fechado turma.

É.

Qualquer pessoa ficaria chateada obviamente, a Juliana de anos atrás provavelmente sentaria e choraria. Mas a Juliana de agora? Bem, depois de passar por tantas desventuras, a Juliana de agora tem uma coisa chamada Plano B. E C também.

Pressentindo a demora em me darem um numero de matricula eu já tinha duas outras opções: IBMR, e o Senac. E o que eu fiz hoje? Visitei ambos atrás de informações, preços, e inicio das aulas. E senhoras e senhores, temos um vencedor: Vou iniciar em uma turma em breve no IBMR.

Preferi dar à preferencia ao Curso de Graduação. Eu tinha pensado no Senac, mas depois de uma longa conversa com amigos da área e com a ajuda da minha psicologa me ajudando a listar prós e contras, o IBMR ganhou.

No momento quero focar em aprender e me especializar em formas de trazer alegria, felicidade e bem estar para os outros. E o exemplo tem que partir de mim.

Por mais que os tempos esteja difíceis, não deixe o desanimo te derrubar.

Não importa o que aconteça, Insista, Persista, e Nunca Desista.

 

 

Comente!

%d blogueiros gostam disto: